O Arcanjo Gabriel chega como “Força de Deus”

O nome Gabriel significa “força de Deus” ou “Deus é a minha força”. No Antigo Testamento, o anjo Gabriel anuncia, ao profeta Daniel, o fim do reinado da iniquidade e a vinda de um novo tempo (Daniel 8, 16 e 9, 21).

No novo Testamento, o anjo Gabriel intervém duas vezes: em Jerusalém, anuncia a Zacarias o nascimento de um filho, João Batista (Lucas 1, 19). Em Nazaré, anuncia à Virgem Maria que ela é chamada para ser a mãe de Jesus, o Filho do Altíssimo (Lucas 1, 26-38). E a Virgem Maria, necessita, efetivamente, da “força de Deus”, no momento da Encarnação.

O Papa São João Paulo II escreveu na sua Carta Apóstólica Mulieris dignitatem sobre a dignidade e a vocação da mulher, *2, §3:

Maria alcança, assim, uma tal união com Deus, que supera todas as expectativas do espírito humano. Supera até mesmo as expectativas de todo Israel e, particularmente, das filhas deste povo escolhido; estas, tendo por base a promessa, podiam esperar que uma delas se tornasse um dia Mãe do Messias. Qual delas, todavia, podia supor que o Messias prometido seria o ‘Filho do Altíssimo’? A partir da fé monoteísta do Antigo Testamento, isto se tornava dificilmente conjeturável. Só pela força do Espírito Santo, que ‘estendeu a sua sombra’ sobre ela, Maria podia aceitar o que é ‘impossível para os homens, mas possível para Deus’” (cf. Mc 10, 27).

O anjo Gabriel, “Força de Deus”, apoia a vocação dos protagonistas dos novos tempos: João Batista, a Virgem Maria, Jesus... E apoia, igualmente, a nós, que a invocamos!