Continente Africano

A primeiríssima evangelização do continente teve início na África do Norte, no segundo século da primeira era cristã. Efetivamente, neste período, a Numídia (parte Leste da Argélia e do Magrebe) tornou-se província do Império Romano e conheceu, então, os primeiros discípulos de Cristo, vindos como evangelizadores.  Se bem que no século V, na época de Santo Agostinho (Pai e Doutor da Igreja, Berbere que viera da África do Norte), o Magrebe, que estava repleto, entre outros, de basílicas e vários santuários marianos, se caracterizava por sua cristandade florescente!

Foi a partir das invasões árabes do século VII que a África do Norte se islamizou cada vez mais, pela força, e se fechou para a luz do Evangelho. Seria preciso esperar o século XIX para que reaparecesse uma evangelização profunda do continente africano, mesmo que, indiretamente, por meio da emigração (huguenote, entre outras) em direção à África do Sul, o Evangelho tenha se instalado efetivamente nestas latitudes austrais desde o século XVII.

Um continente amplamente atravessado pela Palavra do Verbo de Deus

A Palavra do Verbo Encarnado abrange, em nossos dias, o continente africano, em sua totalidade. Na verdade, conta-se ainda com um numeroso clero missionário vindo fundamentalmente da Europa, sendo substituído, cada vez mais por padres e religiosos africanos a ponto de, hoje, um país como a própria França solicitar o apoio dos padres da África para evangelizar as suas próprias paróquias! Compreende-se, então, o motivo pelo qual o continente africano foi chamado por João Paulo II de "Continente da Esperança"! A fé cristã e a devoção à Santíssima Virgem Maria encontram neste lugar, um novo elã, principalmente depois da metade do século XX e após o lançamento de uma nova evangelização, às vésperas do século XXI!    

São numerosos os milagres, as visitas e outras aparições da Virgem Maria em solo africano. Recentemente, na véspera do terrível genocídio ruandês, as mensagens de Maria em Kibeho, precisamente no Ruanda, onde a Mãe de Deus apareceu, de 1981 a 1989, pediam orações e anunciavam as provações e sofrimentos de que já temos conhecimento.  Uma África Mariana? Sim! Por exemplo, o esplendor e a irradiação majestosa de Nossa Senhora da Paz em Yamoussoukro, na Costa do Marfim; ou ainda, na costa argelina do Magrebe, Nossa Senhora da África, que zela pela Argélia, a branca, e onde se reza a Maria, tanto os cristãos quanto os muçulmanos.