Montligeon (61), Nossa Senhora de Montligeon e a oração para os falecidos

O Santuário de Nossa Senhora de Montligeon se caracteriza por ser:

  • um local de paz, de encontro e de escuta onde pode-se receber consolo,
  • um local onde podemos confiar nossos falecidos à oração,
  • um local onde pode-se ouvir a resposta oficial da Igreja católica diante da questão do destino do homem,
  • um local onde podemos proclamar nossa Esperança na Vida Eterna.

Histórico

Quando o Padre Paul Buguet (25 de março de 1843 – 14 de junho de 1918) chegou à cidadezinha de Montligeon, encontrou um sítio paupérrimo, com os poucos habitantes buscando trabalho em outras localidades. Para poder oferecer um ganha-pão ao trabalhador, o Padre Paul Buguet tornou-se tipógrafo, lavrador e pedreiro. Para balizar o caminho que vai da terra ao céu, tornou-se missionário e construtor. Duas obras nasceram: a primeira originada no ideal social, a outra, no ideal místico. Assim, as duas se desenvolveram, paralelamente.

"Eu tencionava conciliar este duplo objetivo, o de inspirar a oração para alívio das almas desafortunadas e, em contrapartida, delas obter os meios para a sobrevivência do trabalhador." 

A Igreja tornou-se um lugar de peregrinação. Então, o padre construiu uma Basílica que, realmente, encanta o visitante: em pleno campo, pensamos encontrar uma Catedral. Ele fez com que se construísse, igualmente, uma tipografia maior e adquiriu casas destinadas aos operários, intérpretes, tradutores e hermeneutas... O esplendor de suas obras tornou-se mundial.

Algumas datas:

  • 5 de outubro de 1884 – Monsenhor Trégaro envia ao Padre Buguet os Estatutos da Obra, revestidos da aprovação e da chancela episcopal.
  • Junho de 1894 – Um novo plano da Igreja é decidido.
  • 23 de outubro de 1910 – Em um "Motu Próprio", Sua Santidade, o Papa Pio X, coloca, "sob sua especial proteção e a de seus sucessores" a Obra Expiatória e concede-lhe o uso da Basílica Santa-Maria in Monte-Santo.
  • 31 de maio de 1911 – Bênção da nova Igreja.
  • 1º de junho de 1911 – 25° peregrinação: a Missa é celebrada na Igreja recém-terminada.
  • A confraria de Nossa Senhora de Montligeon, fundada pelo Padre Buguet, hoje conta com 9 milhões de filiados.

A Virgem Maria teria visitado a Igreja, e teria sido vista pelo Padre Buguet e pelos paroquianos, vestida de forma simples e humilde. Ela estava em oração.

Eremitério (Retiro Solitário)

O Eremitério da Basílica: configura-se como sendo, ao mesmo tempo, a hospedaria do Santuário e o centro da fraternidade espiritual de Nossa Senhora de Montligeon.

Acolhida garantida para todo o ano: os Padres diocesanos e a Comunidade de São Martinho e as Irmãs da Comunidade da Nouvelle Alliance (Nova Aliança), contando com leigos devotados, zelam para que exista, permanentemente, um clima simples e familiar.

O Eremitério também acolhe grupos que podem contar com retiros, sessões, reuniões, fins de semana espirituais, animados por Padres e religiosas do Santuário ou outros mediadores. Tanto no verão como no inverno, mais de cem quartos espaçosos, confortáveis e com calefação estão disponibilizados, assim como vastas salas que permitem colóquios e reuniões.

Algumas palavras sobre a Basílica:

Logo à entrada da Basílica, o visitante descobre a estátua de Nossa Senhora de Montligeon, talhada num vigoroso bloco de mármore de Carrara, de 16 toneladas, escolhido pelo próprio Monsenhor Buguet, no início do século passado, obra do escultor italiano, Tadolini. Diante da estátua, milhares de peregrinos chegaram, se ajoelharam e lá depositaram, apresentaram seus fardos. A Virgem apresenta o Menino Jesus a duas jovens prostradas a seus pés. 

  • A mulher da esquerda, com os olhos, suplica à Maria uma graça. Como está rodeada de chamas, entende-se que se trata de uma alma do Purgatório, abrasada pelo desejo de ver Deus, face a face.
  • A Virgem olha para ela com um olhar doce e maternal e lhe estende a mão caridosa. Maria aperta o Menino Jesus de encontro ao seu coração: "Em verdade, vos digo, aquele que não receber o Reino de Deus como uma criancinha, não entrará nele" (Lc 18, 17).
  • A mulher que está postada à direita da Virgem recebe uma "coroa imperecível" (1 Co 9, 25) de Jesus, "a coroa da vida" (Ap 2, 10).

Estranho, como as duas mulheres se parecem: serão irmãs? Podemos dizer que elas representam a mesma pessoa mas em estados distintos.

A Basílica conta com muitas estátuas de santos e muitos vitrais. Santos do Ocidente e do Oriente, santos antigos e mais recentes... Seus exemplos nos lembram a importância da caridade para entrar no Céu, e outras atitudes importantes, a conversão, a oração para os falecidos, o zelo missionário, a união a Cristo. 


Site oficial do Santuário: www.sanctuaire-montligeon.com

Livro oficial do Santuário: L. Dutot, Le Pèlerinage Notre dame de Montligeon, Montligeon Sanctuaire, 1977.

René LAURENTIN, "Montligeon", em: René LAURENTIN e Patrick Sbalchiero,

Dicionário enciclopédico das aparições da Virgem. Inventário das origens aos nossos dias. Metodologia, prosopopéia, aproximação interdisciplinar, Fayard, Paris, 2007.