Loreto : lugar de cura e conversão

Loreto : lugar de cura e conversão

Quando a nau de Cristóvão Colombo foi surpreendida pela tempestade, o navegador fez a promessa de enviar um peregrino a Santa Maria de Loreto,"a qual se encontra na região de Marche, província de Ancona, terra do Papa; é a casa onde Nossa Senhora realizou e continua a realizar numerosos e grandes milagres".

Leão X publicou a célebre bula em favor da Sagrada Casa, na qual exalta, inicialmente, as glórias deste santuário incomparável e, a seguir, os grandes, inumeráveis e contínuos milagres que Deus opera nesta igreja, por intercessão de Maria.

 

O Papa Pio IX (Jean-Marie Mastaï Ferretti), em particular, foi curado neste local:

Segundo seus historiadores, desde a infância, o jovem conde Jean-Marie Mastaï Ferretti tinha sido oferecido em voto à Virgem; "Meus pais", relatava ele, numa ocasião, a um bispo francês, "tinham o hábito de viajar até a Santa Casa e de nos levar com eles, meus irmãos e eu; ora, desde que eles anunciavam a partida eu não conseguia mais dormir."

Assim que deixou o colégio, o jovem abraçou a carreira das armas para tornar-se soldado defensor da Santa Sé. Porém, foi subitamente atingido por uma doença terrível, a epilepsia; sua saúde, em decorrência da enfermidade, ficou profundamente marcada; os médicos se declararam impotentes para combater o mal e anunciaram sua morte iminente. O Papa Pio VII, que gostava muito de Mastaï, perguntou ao rapaz se ele já havia pensado na santidade do estado religioso. O jovem conde respondeu que já havia pensado nisso, sobretudo após a doença que Deus se aprouvera em enviar-lhe, mas que sua saúde, naquele momento, não lhe permitiria esta atividade assim como a das armas.

Pio VII o consolou e lhe garantiu que ele ficaria curado se aceitasse consagrar-se inteiramente a serviço de Deus. Encorajado por estas palavras, empreendeu o jovem conde a peregrinação a Loreto para implorar, no quarto que fora de Maria, a sua cura, prometendo-lhe que, se obtivesse tal favor, ele abraçaria o estado eclesiástico. A Santíssima Virgem o atendeu. Ele foi radicalmente curado, retornando a Roma para se tornar padre. Estava com vinte e um anos.

Mais tarde, Pio IX devia se desobrigar magnificamente desta dívida de reconhecimento para com a Virgem Maria, proclamando ao mundo o dogma de sua Imaculada Conceição.

 

Às graças da cura se acrescentam as graças da conversão:

 

M Olier nos dá seu testemunho: "Além do fato de que eu recebera a cura de meus olhos, senti, então, um grande desejo de orar. Este foi o lance mais importante de minha conversão. Foi neste local que eu nasci para a graça e onde Maria me fez renascer para Deus, no mesmo lugar em que ela havia gerado Jesus Cristo."

 

Quanto a São José de Copertino, ele percebeu, durante uma visão, anjos penetrarem na casa, com as mãos plenas de dons celestes. A seguir, declarou a seu companheiro: "Olhai e vede as misericórdias de Deus que, como chuva abundante, inundam o santuário! Ó bendito lugar! Ó bem-aventurada morada!"