Darwin: Catedral Santa Maria, Estrela do Mar

Darwin: Catedral Santa Maria, Estrela do Mar

Esta pequena catedral foi consagrada em 1962 e dedicada a Santa Maria, estrela do mar. A catedral de Darwin é um ponto de encontro para os indígenas. Nela é venerada Nossa Senhora dos Aborígines. A catedral lembra a todos a universalidade da mensagem cristã.

Nossa Senhora dos Aborígines

A imagem da Virgem Maria com Menino Jesus nos braços, se apresenta com traços aborígines, ou de natureza diversa. A base da imagem ? desenhos geométricos como se vê nas pequenas embarcações locais, a posição da criança, tendo uma perninha ao redor do pescoço de sua mãe e uma das mãos sobre a cabeça dela; as roupas apresentam bordados típicos; tudo igualmente inserido no contexto da Igreja Católica, que busca se expressar para ser compreendida pelas pessoas que encontra. O rosto é uma composição original, criado a partir de vários modelos femininos aborígines. A pintura é clara, nítida como a de um ícone bizantino.

O anjo ferido

Vê-se a estátua de um anjo, danificada pela guerra, em 1942. Esta estátua, apesar de deteriorada, foi preservada e guarda lugar de honra especial. Chamam-na "o anjo ferido", sugerindo que os seres celestiais nos esperam e só serão perfeitamente felizes quando formos libertos do mal e do pecado.

O Caminho da Cruz, a Via Sacra

O Caminho da Cruz, em mosaicos, é obra de Miss Lola McCausland de Brisbane

A pintura da árvore da vida

Nesta pintura, identificamos a árvore e a água e entendemos o convite para colhermos frutas e peixes. Apreciamos, igualmente, a Cruz de Jesus; ela está em chamas, porque Jesus é a luz do mundo. Abaixo, um cálice transbordando, em formas geométricas, mostra que somos lavados no sangue de Cristo. As linhas brancas representam a água e o vento, símbolos do Espírito Santo.

___________________

Site oficial : www.darwin.catholic.org.au/Cathedral/cathedral.html

Website: www.darwin.catholic.org.au/Cathedral/cathedral.html

Capítulo : Maria fala a língua das culturas ancestrais